BLOG DO SIMON

Seguradoras utilizam recurso que pode reduzir custos

Seguradoras utilizam recurso que pode reduzir custos

Estima-se que 85% dos executivos de seguros planejam investir significativamente na inteligência artificial nos próximos três anos, de acordo com um estudo recente da Accenture. Com isso, a inteligência artificial está pronta para alterar significativamente o setor de seguros de várias maneiras, incluindo a racionalização do processo de reivindicações, reduzindo a fraude e melhorando os resultados tanto para o requerente como para a companhia de seguros.

O reparo de colisão costumava ser sobre chapa metálica e farol e substituição de pára-choques. Agora, ele gira em torno de peças sofisticadas e eletrônicas. Os reparadores de hoje devem estar preparados para consertar um computador sobre rodas. Devido à complexidade desses sistemas, as ferramentas de verificação são úteis para determinar quais deles devem ser redefinidos ou recalibrados. Atualmente, existem quatro opções para oficinas de reparo para verificar um veículo antes e depois de reparos para garantir que os sistemas funcionem corretamente:

Esta nova maneira de lidar com o setor tem como intuito agilizar o processo de reparação, como as instalações de colisão que podem gerenciar a parte de diagnóstico e, assim, ajudar a garantir segurança, reduzir o tempo de ciclo e documentar adequadamente o que realmente deve ser consertado.

A partir do momento em que ocorre um acidente, até o dia em que um motorista lesionado volta ao trabalho, a viagem que uma reivindicação de compensação leva pode ser complexa. Envolve inúmeras partes, tecnologias e requisitos jurisdicionais diversos.

Este tipo de inteligência pode viabilizar uma redução significativa dos custos de um reparo completo e irrestrito. 

Veja Também

  • Quando se trata de carros e caminhões, as diferenças “premium” são bastante óbvias. Eles são os contrastes entre estofamento de tecido e couro, ou entre faróis de halogênio e LEDs. Sob o capô, seria como comparar um motor de quatro cilindros do mercado de massa a um V8 construído à mão. No tanque de gasolina? A diferença entre o combustível "regular" e "premium" é muito menos perceptível para a maioria das pessoas.

    Ler mais

  • O Wells Fargo, um dos maiores credores automotivos dos Estados Unidos, enfrenta US$ 1 bilhão de dólares em multas de reguladores federais por abusos no seguro de automóveis e empréstimos hipotecários. A penalidade proposta foi anunciada pelo banco sediado em San Francisco na sexta-feira, quando divulgou seus resultados do primeiro trimestre. Mas esses resultados estão sujeitos a mudanças, graças a iminentes penalidades do Bureau de Proteção Financeira ao Consumidor (CFPB) e do Escritório... Ler mais

Comentários